16.2.04

Incríveis habilidades obtidas com a prostituição

Não é incrível? Eu nunca botei meus minúsculos pezinhos na França, mas sou capaz de escrever laudas e laudas sobre a beleza, cultura, gastronomia e (hahah) vinhos de Bordeaux, Bourgogne, Alsácia, Champagne... Também posso ser muito convicente ao falar da Normandia e da Bretanha. Confesso que na geografia parisiense tropeço um tanto. Essa coisa de arrondissement me deixa um pouco tonta. Mas na minha imaginação caminho alegremente pelo Marais e Saint-German-des-Près.

Um viva às habilidades da jornalista-puta, que é bem diferente de uma puta-jornalista (que também não tem nada a ver com uma puta jornalista, sem hífen).

Ganho pouco. Ralo a bunda. Vendo palavras combinadas. Mas minha imaginação, querido, quanta diferença... Acho que sofro de priapismo cerebral.