6.4.04

medo



Elephant me entediou no começo, mas conseguiu me conquistar mais pra frente. E saí totalmente perturbada do cinema.

Dó do fotógrafo bonitinho de calça de veludo e seu último clique. Pena da nerd horrorosa (que num mundo ideal voltaria bem arrumada e comível para a festa de 10 anos de high school sendo alguma CEO fodida, ou dona de algum outro emprego da moda). Vontade de vomitar com as retardadas bulímicas (bulimia is definitely not so '87). Horripilante, mas genial vingancinha na câmara fria. Medo, medo, medo de por gente no mundo de Kipper Kinkels. Palmas para filmes de verdade.

Se bem que precisamos de vez em quando de irrealidade.

Bullying parece ter virado instituição. Caralho. Até no Brasil andam usando o termo. O que foi que mudou, hein? É óbvio que fui humilhada na escola. Não, não tinha acesso à compra de armas e ainda não fantasiava com chacinas (algo muito freqüente agora). Mas quem veio primeiro... a galinha ou o ovo? Na minha opinião, muito en passant, acho que quanto mais rótulos, diminuem as chances de achar alguma solução... para esta bizarrice toda.

(isso foi um gorfinho impensado)