14.3.05

Dois-oitão agora. Meu médico, que tem certeza que eu sou uma doida varrida cujo hobby é ler bulas de remédio avidamente, disse hoje que eu estou muito bem. Ótima, na verdade. O médico da semana passada disse que minha visão é um absurdo de boa (apesar de eu viver fingindo que não vi).

Não vou contradizê-los.

A única obrigação deste ano, eu disse, é me sentir cada vez menos obrigada.