23.8.05

E ao pensar em como o fã-clube do CSS é feio - mas de dar dó - lembrei de outras feiúras vistas por aí. Tipo feio mesmo. Raízes. Horrendão.

Com a rabiola marinada em manguaça, fui gentilmente levada por amigos nada bagaçudos ao mítico ABC Bailão, em alguma rua do centro com título de nobreza. Nem lembro. Só lembro que ficava ao lado de um simpático boi na brasa.

Juro. Eu fiquei bestificada. A variedade musical beira a heresia (de Pivete a New Order). De biu linda, só as amigas. O resto, caralho... Tipo, quase saí de lá homofóbica. Um cara devia ter espinhos na língua, porque de onde eu estava sentada eu conseguia ouvir o barulho de liquidificador. O outro, tiozinho, ora chupava o dedo do colega (numa cena de dar ânsia) ou então levantava a camisa do outro sem a menor cerimônia e metia o linguão.

Esqueça tanquinhos, bundas bouas, roupas lindas e muito glitter. Ali é o reino das biu esquecidas. Das biu que dançam com o carpetinho tony ramos com a camisa aberta. Das biu tiozinho que você podia jurar que gostavam mesmo era de encoxar patroa.

Inclusive tinha um aviso na parede: Não tire a camisa.

Agora você imagina por o motivo, néam?